Breve histórico: quarteto paulista de Bauru, o Overhead Rock vem desde 2010 misturando influências como Motorocker, Baranga, AC/DC, Motörhead e outras para fazer o chamado “rock sem frescuras” com letras em português sobre mulheres, bebidas e rock, mas também abrindo espaço para temas menos clichês do gênero.

Não se deixe enganar pelam capa, o nome ou mesmo a primeira faixa de Ressaca, do Overhead Rock. Não estamos falando do 152346246º álbum de hard rock brasileiro que louva a cerveja, as loiras e o rock ‘n’ roll.

É verdade que os temas estão presentes em peso aqui, mas a banda ao menos se esforça para fugir do óbvio e tratar de outras coisas, como questões pessoais (“Tangente”) e relacionamentos (“Muro”, “Situações Incertas”). Mas se você faz questão das letras mais clichezonas, delicie-se com a firme “Overhead”, a cômica “Ressaca” ou a mamonassassínica “Mulher de Benga”.

Veja a notícia completa aqui!