Overhead Rock – Ressaca
10 Faixas – Independente – 2014

    A origem do Overhead Rock aconteceu na cidade de Bauru/SP em 2010 com a ideia de produzir uma mistura entre o Rock Clássico e o Hard Rock, que após três anos resultou no seu primeiro EP com o título de A Noite é o Meu Lugar, que serviu para abrir os caminhos para a banda se tornar mais conhecida e desta forma ser disponibilizado o primeiro álbum, o Ressaca, que foi lançado em maio de 2014.

    Mesmo com pouco tempo de banda, o Overhead Rock já se apresentou ao lado de grandes nomes como Sepultura, Plebe Rude, Marcelo Nova, Ratos de Porão, Dr. Sin, Velhas Virgens, Viper,Korzus, Matanza, André Matos, Baranga e Zumbis do Espaço, seja na capital paulista, no interior, no Mato Grosso e até na Argentina em shows que deixaram claro o potencial da banda ao vivo.

    O line up responsável por este disco é o seguinte: Márcio Gon na bateria, Bruno Biondo na guitarra, André Moreno no vocal e Ivo Ferreira no baixo e suas gravações foram realizadas no Studio Music Plug com produção de Haroldo Amaral e masterização por Paulo Anhaia ( do MonsteR ).

    Overhead abre o cd em com um Rock´n´Roll pesadão dotado de uma letra despojada, que cativa o ouvinte e facilmente irá se empolgar ao ouvir o vozeirão de André Moreno, enquanto isso, o ritmo, se você reparar bem, sentirá como o quarteto investiu na eletricidade pura dos solos de guitarra de Bruno Biondo. Depois temos Tangente, faixa onde a adrenalina não diminui nem um pouquinho e que vai nos envolvendo nesta linha fortificada, que é muito bem promovida pelo Overhead Rock, cujo refrão é tão bacana que ficará na sua cabeça.

    Com um riff mais poderoso na guitarra aliado à um andamento encorpado de baixo e bateria, Muro marca a terceira do cd e pela forma que é conduzida pelo quarteto, se entende porque ela se torna uma sonzeira, graças também ao seu crescente marcante, que é um Hard Rock dos bons. Para Ressaca, canção que empresta seu título ao cd, o Overhead Rock preparou um começo instrumental de muita categoria para uma letra, que tecnicamente e muito provavelmente já aconteceu com cada um de nós ( e algumas vezes… ainda acontece ) em um clima bem no estilo do Baranga, ou seja, um Rock´n´Roll pesadão, de vocais ‘sujos’ e solos de guitarra consistentes, contagiantes e que gosta-se imediatamente.

     Em Vacilão, eles entraram com riffs que trazem um ritmo cadenciado, que conquista rapidamente junto à sua ácida letra, mas eles surpreendem no final com a aceleração altamente energizada que aplicam à canção. Com ares de balada, Situações Incertas mostra o “lado romântico”, com muita irreverência do Overhead Rock em uma ótima melodia que chama um caprichoso solo de guitarra.

    O Rock´n´Roll rápido com influências que o fazem tornar quase um Punk está de volta emPresságio, a sétima de Ressaca, onde a base feita pelo baixista Ivo Ferreira e pelo baterista Márcio Gon abrem espaço para solos acelerados de Bruno Biondo garantindo o prazer em ouvir esta canção. Com riffs de guitarra que passam aquele excelente ar de Rock´n´Roll, que se alastra em nossa mente, a divertida Mina de Benga conta a história de uma situação que querendo ou não… é algo que corremos um risco enorme de acontecer na balada nos dias atuais, então… melhor tomar cuidado quando estamos chapados para não se arrepender depois.

    Ivo Ferreira faz um impactante solo no seu baixo, que é devidamente acompanhado pelo baterista Márcio Gon e desta maneira temos a nervosa Grande Guerreiro, que marca a nona faixa de Ressaca com uma letra bastante, motivadora, animada e moldada corretamente aos padrões do Overhead Rock é claro, ou seja … um baita ‘Rockão’ cujas vocalizações de André Moreno nos passam boas dosagens de raiva. Para terminar o cd, temos a ganchuda Reevolução, que traz o ritmo rápido e pesado do quarteto nos passando muita voltagem em seu decorrer com versos cheios de verdades e vocalizados com muita garra, onde destacam-se também os solos de guitarra de Bruno Biondo.

    Para quem aprecia um Rock´n´Roll dos bons, que seja cantado em português, frenético o tempo todo, pesadão e que contenha influências de nomes como Carro Bomba, Motörhead, Velhas Virgens e AC/DC, este álbum Ressaca do Overhead Rocké uma baita boa pedida e certamente levará o quarteto a alçar voos maiores.
Nota: 9,0.

Sites: http://www.overheadrock.com.br, https://www.facebook.com/overhead.rock,
https://www.youtube.com/channel/UC-Bdg7O3Kqq9HAr77yo5GOg,
http://www.reverbnation.com/overheadrock9 e https://soundcloud.com/overhead-rock-bauru.

Por Fernando R. R. Júnior